missão e objectivos

A Fundação Jorge Álvares é uma pessoa colectiva de direito privado, sem fins lucrativos, dotada de personalidade jurídica, que se rege pelos seus estatutos e, em tudo o  que neles for omisso, pelas leis portuguesas aplicáveis. Foi criada em 1999, tendo sido reconhecida pelo Governo Português, em 2004, como de utilidade pública.

O objectivo que esteve na génese da sua constituição foi o de, no enquadramento da Declaração Conjunta Luso-Chinesa, suscitar e promover a cooperação entre Portugal e a Região Administrativa Especial de Macau, mantendo vivos os laços multisseculares existentes entre Portugal e a República Popular da China, de que Macau foi a manifestação mais significativa.

A Fundação desenvolve a sua actividade nas áreas cultural, educativa, científica, artística e social, promovendo igualmente acções de apoio à as instituições que se dedicam ao estudo e à divulgação de Macau, a apoiando a dinamização de actividades e iniciativas ligadas à diáspora macaense, fomentando assim um melhor conhecimento de Macau, da sua realidade e projecção futura.

A Fundação mantém uma relação privilegiada com o Centro Científico e Cultural de Macau, instituto público do Estado Português, apoiando anualmente o desenvolvimento do seu programa de actividades em tudo quanto se relaciona com os objectivos próprios da Fundação.

A Fundação integra nos seus órgãos sociais património de conhecimentos, competências e sensibilidade, de especial importância e singularidade, por aglutinar personalidades que assumiram em Macau as mais altas responsabilidades e personalidades com uma reconhecida experiência em diversificadas áreas no se que refere ao conhecimento e vivência de Macau e da China.

órgãos

A Fundação tem por órgãos um Conselho de Curadores, um Conselho de Administração, uma Direcção Executiva, um Conselho Consultivo e um Conselho Fiscal.

O Conselho de Curadores, que é composto por quinze personalidades de reconhecido mérito, integridade moral e competência, com forte ligação a Macau, onde estão integrados os ex-Governadores da administração portuguesa do Território, tem por competências principais, entre outras, garantir a manutenção dos princípios inspiradores da Fundação e definir as políticas e orientações gerais sobre seu funcionamento.

CONSELHO DE CURADORES

  • General José Eduardo Martinho Garcia Leandro, Presidente
  • Eng.º Carlos Montez Melancia
  • General Vasco Joaquim Rocha Vieira
  • Sra. D. Pansy Catilina Chin King Ho
  • Dr. Jorge Alberto da Conceição Hagedorn Rangel
  • Dr. Leonel Miranda
  • Engª. Maria Alexandra da Costa Gomes
  • Dr. Manuel Joaquim Coelho da Silva
  • Dra. Maria Celeste Azedo Oliveira Hagatong
  • Dr. Guilherme de Carvalho Negrão Valente
  • General António dos Santos Ramalho Eanes
  • Dr. Ambrose So Shu Fai
  • Embaixador José Manuel Duarte de Jesus
  • Prof. Doutor José Manuel Machado da Silva
  • Embaixador Pedro Manuel dos Reis Alves Catarino

 

O Conselho de Administração da Fundação, com mandatos de seis anos, é composto por cinco elementos, assegurando a prossecução dos seus objectivos, definindo a sua organização interna, administrando o seu património e, entre outras competências próprias ligadas ao normal funcionamento da Fundação, elaborando os planos anual e plurianual de actividades.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

  • General José Eduardo Garcia Leandro, Presidente
  • Dr. Manuel Joaquim Coelho da Silva
  • Engª. Maria Alexandra da Costa Gomes
  • Profª. Doutora Maria Fernanda Pargana Ilhéu
  • Dr. Mário Manuel Pereira Gomes de Abreu

 

A Direcção Executiva é composta por dois elementos – o Presidente do Conselho de Administração e um elemento designado pelo Conselho de Administração – competindo-lhe a gestão corrente dos assuntos da Fundação e a execução de todos os assuntos que lhe sejam atribuídos pelo Conselho de Administração no exercício das suas competências próprias.

DIRECÇÃO EXECUTIVA

– General José Eduardo Martinho Garcia Leandro

– Dra. Maria Teresa do Amaral da Silva Sanches 

 

O Conselho Fiscal, com as competências próprias de um órgão desta natureza, é composto por três membros, designados pelo Conselho de Curadores, sendo um deles Revisor Oficial de Contas.

CONSELHO FISCAL

  • Dr. Leonel Miranda, Presidente
  • Dr. Pedro Cardoso
  • “BDO & Associados – Sociedade de Revisores Oficiais de Contas”, Dr. Pedro Aleixo Dias

 

O Conselho Consultivo, ao qual compete apresentar sugestões e recomendações quanto ao melhor cumprimento dos fins da Fundação e emitir pareceres sobre as actividades e projectos da mesma, é composto por até dezoito personalidades de reconhecido mérito representantes dos sectores empresarial, cultural, científico e artístico de Macau e de Portugal, designados pelo Conselho de Curadores.

CONSELHO CONSULTIVO

  • Dr. Jorge Hagedorn Rangel, Presidente
  • Eng.º Álvaro Augusto da Rosa
  • Dr. António Manuel Macedo de Almeida
  • Dr. António Rossano de Jesus Monteiro
  • Prof. Doutor Heitor Barras Romana
  • Dr. Jorge Valente
  • Dr. José Gonçalo Basto da Silva
  • Dra. Maria Edite da Silva
  • Dra. Maria José Pereira Melo Antunes
  • Dra. Maria Margarida Lobo da Conceição Madaleno
  • Prof. Doutor Mário Vieira de Carvalho
  • Dr. Pedro Cardoso
  • Dr. Pedro Roberto Xavier
  • Dr. Rodrigo Brum
  • Prof. Doutor Rui Paulo da Silva Martins
  • Profª. Wang Suoying
  • Prof. Yao Jin Ming
  • Senhor Y Ping Chow
  • Dr. Rui Soares Santos

Conselheiro Emérito: Prof. Dr. Narana Coissoró

Chinese (Simplified)PortugueseEnglish